Brasileiros

Bill Gates revela um dos seus grandes arrependimentos: o Ctrl+Alt+Del

Página B - Inovação

Fundador da Microsoft 'culpa' os teclados da IBM da época em que o PC foi lançado. Para Gates, recurso deveria se resumir a um único botão
IDG Now!
Publicado em: 25/09/2017 - 15:39Alterado em: 25/09/2017 - 15:39

O homem mais rico do mundo, Bill Gates, não está imune a arrependimentos. Recentemente, o cofundador da Microsoft afirmou que se ele pudesse voltar no tempo, ele tornaria o popular comando Ctrl+Alt+Del em um recurso de apenas um botão.

Durante um forum de negócios da Bloomberg, Gates falou sobre o assunto e porque ele escolheu o específico atalho para acessar o gerenciador de tarefas de um PC. Ele culpa o "erro" aos desenvolvedores da IBM da época.

"Nós poderíamos ter tido um único botão, mas o cara que fez o design do teclado da IBM não queria nos dar um botão único. Nós programamos a baixo nível - foi um erro", explicou Gates. 

Quando o atalho foi desenvolvido, um engenheiro da IBM chegou a pensar em usar o Ctrl+Alt+Esc para a função. Entretanto, o recurso poderia ser perigoso devido à possibilidade de ser ativado acidentalmente com uma única mão. Com o Delete em vez do Esc, o usuário precisa ter ciência do que está fazendo. 

O comando era usado, inicialmente, pelos próprios programadores da IBM enquanto eles desenvolviam o sistema. Eles não tinham nenhuma intenção de que o mesmo ficasse conhecido do público geral e, eventualmente, se tornar um dos mais conhecidos do sistema operacional da Microsoft.

Assine e Colabore

Precisamos do seu apoio. Por menos de um café com pão de queijo, você garante jornalismo com rigor editorial.

X

Acesso restrito a assinantes e cadastrados

Você atingiu o limite de 5 REPORTAGENS por mês

Identifique-se para continuar e ler 10 Reportagens por mês

Cadastre-se

ou

Conecte-se com o Facebook

já sou cadastrado

Colabore conosco!
Colabore com o futuro do jornalismo de qualidade.
Assine agora e tenha acesso ilimitado

Aproveite nossa promoção de lançamento e pague apenas R$ 1,90/mês*

Quero Assinar * Promoção válida até 31 de Dezembro de 2017